fbpx

Desfralde

Desfralde
Meu filho já urina no vaso, mas só aceita defecar se for na fralda. Como lidar com isso?

A recusa em fazer cocô na privada ou no penico pode ter significados específicos de acordo com a história de vida de cada criança. O controle dos esfíncteres é uma experiência física, mas também emocional. Precisamos entender a relação que a criança estabeleceu com esse momento para, então, ajudá-la de forma mais eficaz. Observar os nossos sentimentos e posturas quanto à demora é igualmente imprescindível. Crescer não é um processo fácil, mas, com leveza e serenidade, é possível fomentá-lo.

Algumas crianças se sentem mais à vontade com a fralda tendo em vista que, por ser algo que conhecem, não representa nenhuma ameaça e dá a segurança necessária para que relaxem e evacuem. Outras podem ter vivenciado algum tipo de constrangimento por terem sujado a calcinha ou cueca nas primeiras tentativas e temem se frustrar ou frustrar os pais nas próximas. Entretanto, é interessante nos atentarmos
para quais são os receios e fantasias dos pequenos relacionados às situações de separação, bem como questões de independência/dependência, ser um bebê ou uma criança maior, por exemplo.

Brincadeiras com bonecos geralmente facilitam uma visão mais ampla de onde a criança está situada, uma vez que, dentro do faz de conta, há mais liberdade para que ela aja sem tantos filtros. Disponibilizar materiais, como argila e massinha, para que simbolize o que as fezes representam pode ajudá-la a ressignificá-las. Contar histórias e ouvir músicas sobre o tema também são ferramentas interessantes.

Acreditar que a criança, no seu tempo, sem a ansiedade “catalisando” a etapa, conseguirá abrir mão das fraldas faz total diferença. Paciência, acolhimento e ludicidade são os mais fortes aliados dos adultos. Entretanto, se mesmo com o passar do tempo e os investimentos, seu filho continuar resistindo veementemente, procurar um profissional da psicologia pode ajudar.

Setor de Psicologia da Casa de Criança

21.03.2024

Outras postagens
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *